Plano de Atendimento à População Afetada

O Cadastro Socioeconômico é realizado por meio do Plano de Atendimento à População Afetada, com o intuito de desenvolver ações socioeconômicas voltadas para a comunidade que terá sua propriedade ou atividade produtiva atingida de alguma forma pela construção da UHE Sinop. Além do Cadastro Socioeconômico, é por meio desse Plano que são feitas as avaliações econômicas das propriedades e atividades a serem afetadas, a elaboração de projeto de reassentamento, as indenizações e o efetivo remanejamento dos atingidos pela Usina. A diretriz desse Plano é o diálogo contínuo envolvendo a UHE Sinop, os proprietários envolvidos e suas organizações, com suporte do Ministério Público, Defensoria Pública, entre outras instituições e lideranças locais, de modo a garantir a qualidade e transparência dos processos de atendimento à população afetada.