Notícias

Compartilhar no Facebook

PARCERIA

Projeto de Produção de Hortifrúti começa a dar resultados nos assentamentos da área de influência da UHE Sinop

O projeto atende cerca de 88 famílias dos assentamentos Wesley Manoel dos Santos, em Sinop, e 12 de Outubro, em Cláudia, por meio de parceria entre a CES e o Sebrae

21 de Março de 2017

As famílias aumentaram a variedade de produção de frutas, legumes e hortaliças, aumentando a renda também (foto: Assessoria de Imprensa)

Uma parceria que deu certo e já começa a dar bons frutos. O Projeto de Produção de Hortifrúti oferecido pela Concessionária da Usina Hidrelétrica (UHE) Sinop, a Companhia Energética Sinop (CES), por meio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), aos assentamentos da área de influência do Empreendimento (Wesley Manoel dos Santos e 12 de Outubro), tem apresentado bons resultados desde seu lançamento, em agosto de 2016. São várias espécies de frutas, legumes e hortaliças que vão ganhando espaço na horta e na mesa de 88 famílias participantes do Projeto.

Seis meses depois, um novo avanço foi registrado com o início da comercialização dos produtos assistidos pelo Sebrae e um aumento significativo na produção, como relata o pequeno produtor do Projeto de Desenvolvimento Sustentável (PDS) 12 de Outubro, em Cláudia, José Mario dos Santos, “As orientações que estamos recebendo nas capacitações e consultorias estão ajudando muito. Não imaginava que uma simples adubação, da forma correta, fazia toda a diferença. Até a qualidade dos meus produtos melhorou e já estou comercializando tudo. Tenho até mais opções de mercadorias”, declarou.

O projeto utiliza metodologias como atividades teóricas e práticas e ainda ações voltadas ao fomento do empreendedorismo no campo, baseado na gestão integrada das propriedades rurais, fortalecimento do setor produtivo e capacitação dos pequenos produtores. O acompanhamento, por parte dos técnicos, continua até hoje e se estende durante todas as fases do projeto, 24 meses. As famílias estão tendo a oportunidade de ter um contato maior com a gestão da propriedade, associativismo, orientações na administração e formação de agroindústrias.

Segundo o coordenador de Remanejamento da CES, Anderson Imolesi, o objetivo principal do trabalho é apoiar a produção rural e a geração de renda no campo. “Estamos contribuindo para o desenvolvimento da agricultura familiar. Hoje, com essa parceria e o acompanhamento técnico constante, como pode ser visto pela satisfação das famílias, já recebemos resultados positivos. Consequentemente haverá uma melhora na renda e na qualidade da alimentação familiar”, relata Anderson.

Ainda segundo Imolesi, as famílias podem utilizar parte do que vão receber da indenização, referente à área interferida pela UHE Sinop, e aplicar em projetos de geração de renda. “Com o início das indenizações, as famílias, que até o momento não possuíam disponibilidade de linhas de crédito, poderão aplicar esses recursos de forma planejada para obter maior produção aumentando a renda da família”, complementa.

Uma linha de trabalho, das duas adotadas pelo programa, é o Fomento da Produção de Frutas, Legumes e Hortaliças que engloba as etapas de planejamento, seleção de cultivares, tratos culturais, controle de pragas e doenças, colheita, pós-colheita e comercialização. Lotes modelos estão sendo criados, nos assentamentos, para a realização de atividades em campo com os participantes do programa, como transferência de tecnologias de produção e organização para comercialização dos produtos. Todo o trabalho é resultado do diagnóstico de campo realizado em 2015, pelo Sebrae, para levantamento de expectativas nos assentamentos da área de influência da UHE Sinop.

Assessoria de Imprensa